13 de dez de 2016

Na Primeira Hora da Manhã

Na primeira hora da manhã
Mantém o corpo frágil
Na primeira hora da manhã
Faz do silêncio abrigo rápido
Na primeira hora da manhã
Corre e se abriga
Do ágil instinto
Da clara luz
Da oportuna
Vontade de correr
E sumir.

6 de dez de 2016

Samba de Primavera

À Renata Lopes

e o tempo o que faz?
É o que jamais diriam
e o sopro o que traz?
é turva água de agonia

Diria pra mim quando se satifaz
Diria assim quando a ressaca insiste num dia
Dizer o que jamais seria