8 de nov de 2008

subterranean homesick blues.

às vezes a gente perde a vontade de falar, sair, rir, etc. E todas as coisas. às vezes a gente fica rodando em círculos . às vezes a gente diz qualquer coisa. às vezes a gente fica pensando em algo que poderia ser significativo. às vezes a gente não pensa em nada e fica na janela fumando. às vezes a gente pensa que dormir é uma completa perda de tempo. às vezes a gente marca a data para que tudo comece a dar certo. às vezes a gente adia os planos. às vezes a gente bebe até cair e acorda com ressaca. às vezes a gente come um lanche na padaria. às vezes a gente fica querendo que o tempo passe logo. às vezes a gente ouve bob dylan. às vezes a gente lê caio fernando abreu. às vezes a gente pega um ônibus errado. às vezes queremos coca-cola. às vezes reclamamos do tempo. às veze lemos as notícias no elevador. às vezes atravessamos o sinal vermelho. às vezes não temos nenhuma conclusão brilhante. às vezes a gente morre. às vezes a gente gosta. às vezes a gente se prepara. às vezes a gente joga paciência. às vezes a gente checa e-mails. às vezes falamos de permanência. às vezes a gente olha a paisagem decorada pela janela do trem. às vezes a gente escreve. às vezes a gente faz cadastros. às vezes é assim.
nesses dias.