30 de set de 2016

Relógio. Gota. E os dois que caem deflagrando o
Soluço
Das coisas que prosseguem
Como um buraco no meio da testa
Como a cor branca no meio de nada que não cai
Mais a não ser
Daquilo que não
Sei
Que repete
Tempo e a natureza
Das mudas
Dos ventos
Das tuas coisas que agora
Se desfazem
No armário semi-aberto